IMPOSTÓMETRO

terça-feira, 2 de setembro de 2014

'Tribunal Nazista' - Gilmar Mendes critica decisão do TSE que barra candidatura de Arruda

Ministro foi o único a votar para manter o registro de José Roberto Arruda.
Ele afirmou que quem cria jurisprudência específica é 'tribunal nazista'
.

Mariana Oliveira
Do G1, em Brasília

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) criticou nesta quarta-feira (27) a decisão tomada na véspera pela Corte Eleitoral de barrar a candidatura ao governo do Distrito Federal José Roberto Arruda, que tenta obter aval para manter a candidatura.

Gilmar Mendes entendeu que o TSE não poderia mudar seus entendimentos anteriores, de considerar a condição de elegibilidade do político no momento do registro de candidatura. Arruda foi condenado em segunda instância dias após protocolar o registro e foi barrado pela Lei da Ficha Limpa - a regra impede a candidatura de políticos condenados por mais de um juiz. Mendes foi o único a votar para que Arruda tivesse aval para candidatura.

"Todo tribunal tem escrúpulo em mudar a jurisprudência e justifica, quem tem responsabilidade institucional, justifica. Quer dizer, estou mudando por causa disso. E não faz de conta que ontem eu estava votando assim e hoje estou votando assado. Isso é brincadeira de menino. [...] A gente não cria jurisprudência 'ad hoc' [para uma finalidade específica]. Quem faz isso é tribunal nazista", afirmou o ministro antes da sessão desta quarta.

Na madrugada desta quarta, o plenário do TSE manteve, por seis votos a um, decisão que barrou a candidatura de José Roberto Arruda. O ex-governador poderá apresentar recurso ao próprio TSE e também recorrer ao Supremo Tribunal Federal. Até uma decisão final da Justiça, Arruda pode continuar em campanha.

Durante o julgamento do TSE nesta terça Gilmar Mendes disse considerar que entendimentos anteriores do TSE fixaram que deveria ser observada a condição no momento do registro. Mendes destacou que mudar o critério agora fere a "segurança jurídica" e indica "casuísmo".

"É preciso que haja de fato uma definição e haja segurança jurídica. E a mim me parece, com toda as vênias, a prevalecer a orientação definida pelo relator, que essa segurança se evapora porque sempre vamos ter uma causa de inelegibilidade. [...] O modelo que se constituiu se afigura muito com uma roleta russa com todas as balas no revólver. Todos aqueles que tem algum tipo de atividade de gestão em algum momento correm o risco de ser atingidos."


Fonte: G1

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Cerimônia de Promoção dos 3º Sgt a 2º Sgt do Quadro Especial no GSI/PR / Brasília-DF

Nesta data, em vários locais do Brasil, em todos os quartéis, vários praças foram promovidos de 3º Sargento para 2º Sargento do Quadro Especial do Exército Brasileiro.

Em Brasília GSI/PR teve a presença do Gen Ex Elito e diversas autoridades.

Meus parabéns a todos, e aos que ainda vão ser promovidos.



Att: Paulo Roberto

Jornais de todo o planeta se assombram com a subida de MARINA. Pode o Brasil enveredar pela terceira via? Perguntam.


O perfil de ecologista de Marina Silva parece agradar os europeus.

A Terceira Via é o nome que se dá à corrente política que apresenta uma conciliação entre capitalismo de livre mercado e socialismo democrático. Para o Jornal "MUNDO P", de Portugal, Marina se encaixaria nesse perfil.

Como ministra do Meio Ambiente, Silva lançou vários programas que retardaram o desmatamento na maior floresta tropical do mundo, disse o DailyNews.

Jornais de Portugal e Inglaterra descrevem Marina Silva como uma Popular ambientalista. Dizem também que ela deu uma reviravolta nas perspectivas eleitorais. A AFP disse que Marina impressionou o mundo em seu primeiro debate. 

Marina disse que pode ser o primeiro brasileiro "pobre, preto" a ser presidente do Brasil.

Marina disse no debate que Dima Rousseff, teve sua oportunidade e provocou no Brasil um crescimento econômico lento seguido de inflação descontrolada. Ela disse ainda que Dilma é um "gestor sem visão estratégica" que cometeu "erros claros" na manipulação da economia, disse Silva.

O fato de Marina ter Nascido em uma família de seringueiros do interior da Amazônia, e dela ter crescido em meio à pobreza tem tornado-a mais atraente ainda aos olhos de muitas pessoas, enjoadas da arrogância de Dilma Roussef.

Marina só aprendeu a ler e escrever aos 16 anos, quando ficou doente de hepatite e foi direcionada para um tratamento em Rio Branco, capital do Acre, onde se matriculou em um programa de alfabetização.

Aécio Neves para muitos tem o perfil mais "presidenciável" dos três principais candidatos, ele carrega em seu partido o mérito da implantação do plano real. Contudo, pelo menos por enquanto, tudo indica que Marina Silva deve ser a próxima presidente do Brasil. 

Mas mesmo em terceiro lugar nas pesquisas, se nada mudar, Aécio terá ainda lugar de importância no pleito. Pois se houver mesmo segundo turno entre Marina e Dilma, o resultado da eleição presidencial provavelmente eserá decidido na aliança realizada com o PSDB, partido de Aécio Neves.

Fonte: http://sociedademilitar.com.br

terça-feira, 26 de agosto de 2014

O candidato a Deputado Distrital mais cogitado em Brasília - 3º Sgt da Aeronáutica Iolando Almeida

Iolando Almeida é 3º Sgt da Aeronáutica, Cristão, representante dos deficientes de Brasília, está sendo um dos mais cogitados a ocupar uma cadeira na Câmara Legislativa do Distrito Federal, agora com o apoio da Associação dos Praças das Forças Armadas (APRAFA), vem ganhando espaço e confiança no meio do povo militar, e cristãos dessa nossa linda Brasília.




Peço apoio a este nobre amigo que a anos vem nessa batalha, e que pode fazer uma grande diferença.
Vamos mudar este quadro, vamos trocar o povo que está lá, se não fizeram nada antes, não pode fazer nada depois.

A UNIÃO NÃO MELHORA A VIDA DE ALGUNS, MAS SIM DE TODOS.

Att: Paulo Roberto - Blogueiro

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

A evolução da vida dos deslocados em sete anos de conflito no Sudão

Fotos contam como os centenas de milhares de sudaneses enfrentam anos nos acampamentos.
 
Da BBC
 
Fotógrafos da organização católica Cafod capturaram imagens em três campos na área central de Darfur em 2007 e em 2014 para documentar as mudanças. "Não me lembro do dia em que tirei esta foto, mas eu tinha mais cabelo", afirmou Hamisa, a única moradora que aceitou usar o nome verdadeiro (Foto: Paul Jeffrey e Annie Bungeroth/ BBC)

Mulheres durante uma tempestade de poeira em um acampamento para os recém-chegados em Hamadia, Darfur, 2014 (Foto: Paul Jeffrey e Annie Bungeroth/ BBC)
saiba mais 
A região de Darfur, no oeste do Sudão, há anos vive um conflito que tem castigado a população.

As imagens acima contam um pouco das histórias dos deslocados em campos da região, fotografados em 2007 e novamente em 2014.

Eles tiveram a chance de contar como suas vidas mudaram nos últimos sete anos.

As imagens também mostram as tentativas de empreendedorismo nos acampamentos e como os moradores tentam ter uma vida o mais parecida possível com a normal, com esportes para os jovens e as tradicionais pinturas em henna para as mulheres.

Estas fotos de campos próximos à Zalingei evidenciam as mudanças dos últimos nove anos; telhados de lona foram cobertos por tijolos de argila e se tornaram residências permanentes (Foto: Paul Jeffrey e Annie Bungeroth/ BBC)
Fonte: G1

25 de Agosto - DIA DO SOLDADO BRASILEIRO

CONQUISTANDO FRONTEIRAS
A Instituição mais confiante do Povo Brasileiro

sábado, 23 de agosto de 2014

2º Sgt do Quadro Especial para Deputado Estadual pelo Rio de Janeiro

Prezados companheiros militares do Rio de Janeiro, sou o Sargento VALERIANO TIBÚRCIO, o seu candidato a Deputado Estadual.
Nº 70.720

Diante da necessidade de representantes políticos inseridos em todas as esferas do governo, eu acredito ser fundamental, para todos nós da família militar (militares da ativa, inativos, dependentes e pensionistas), conhecer o máximo possível sobre seu candidato:

Sou militar do Exército (2º Sgt do Quadro Especial), com mais de 27 anos de serviço e como militar, servi no 24º BIB (fevereiro de 1987 a abril de 1989) e na EsAO (abril de 1989 a novembro de 2002), mas foi no Departamento de Educação e Cultura do Exército (antigo DEP, de novembro de 2002 a junho de 2012), que compreendi o valor e a importância da educação para a formação do cidadão. Lá pude presenciar o funcionamento de um processo de ensino-aprendizagem de qualidade, ministrado nos Colégios Militares e nos Estabelecimentos de Ensino Superior Militares como, por exemplo, o IME (Instituto Militar de Engenharia, a universidade de engenharia mais bem conceituada do Brasil). Realizei, ainda, um trabalho que foi aproveitado pelo Estado-Maior do Exército, para ter maior economia nas atividades de ensino com formação, especialização e aperfeiçoamento. Foi aí que eu vi o quanto era necessário levar educação de qualidade para a população, para que todos tenham acesso a ela e se tornem cidadãos plenos e realmente qualificados para nosso mercado de trabalho tão competitivo. Atualmente estou servindo na Odontoclínica Central do Exército, desde junho de 2012.

Minhas realizações em prol do desenvolvimento social:

  • Venho fazendo, um trabalho de esclarecimento quanto à educação e informação, como por exemplo, a inclusão no Quadro Técnico Temporário do Exército e da Aeronáutica, presto informações sobre o Pronatec e FIES, com o intuito de incentivar os jovens a terem uma carreira profissional promissora.

  • Presto apoio ao Projeto Social do Prof Josimar (Sgt Mota) na cidade de Japeri-RJ, onde a prioridade é preparar o jovem para o mercado de trabalho, com cursos de qualificação profissional.

  •  Caso seja eleito, com a ajuda da família militar, tenho diversos projetos para colocar em prática, como Deputado Estadual, são eles:

  • Primeiramente, o Deputado Estadual é um representante do povo, portanto, meu gabinete estará aberto para atendimento ao cidadão, que procura exercer a cidadania na busca de seus direitos, de forma transparente, como a coisa pública deve ser;

  • Conseguir, junto ao Governo do Estado do Rio de Janeiro, um terreno para construção de casas para os militares, construídas com recursos do governo federal e estadual, em parceria;

  • Propor uma parceria entre o governo estadual e federal para a construção de um segundo colégio militar na zona oeste que atenderia aos praças do Exército, Marinha e FAB, sendo que o dinheiro para a construção viria do governo estadual, e manutenção, custos com professores e o terreno (na vila militar) do governo federal;

  • Propor a construção de uma escola para os filhos dos policiais militares (já existindo uma em Niterói) e outra para os filhos de bombeiros, também na Zona Oeste e Baixada Fluminense;

  • Propor a construção de um centro cultural na zona oeste e Baixada Fluminense (exemplo do Imperator,  no Méier) em terreno do Exército (a ser definido)  na zona oeste e Baixada Fluminense e tentar uma parceria entre prefeitura do Rio, governo estadual e EB, pois beneficiaria a população da região com mais uma possibilidade de lazer e cultura para a família;

  • Propor que o estado do RJ financie cursos profissionalizantes para os militares temporários (soldados) enquanto estão no EB, dando mais oportunidades para esses soldados concorrerem ao mercado de trabalho, ao serem licenciados das fileiras do Exército;

  • PMs e Bombeiros merecem ter salários dignos pelo trabalho de suma importância que realizam, e como Dep. Estadual, proporei mudanças no plano de carreira dos militares estaduais visando motivar e valorizar os Recursos Humanos dessas corporações;

  • Como Dep. Estadual, planejo me reunir com Deputados Federais e Senadores da base aliada e demais entes federativos que simpatizam e apoiam a causa dos militares das Forças Armadas, na busca da paridade salarial com os demais servidores públicos da União (principalmente para a votação da MP 2.215/01-MP do Mal e retorno dos direitos usurpados).

  • Então, companheiros, este é o meu compromisso com toda a família militar, caso eleito Deputado Estadual do Rio de Janeiro, mas para que isso aconteça, eu preciso da vossa confiança materializada no seu voto. A política deve ser renovada. Nós militares precisamos de bancadas militares dentro das esferas municipal, estadual e federal do governo para que, além de ter nossos anseios atendidos, possamos demonstrar a ética militar se refletindo num novo modo de fazer política. Para tanto, o meu lema nesta campanha é:


“NÃO VOTE POR IMPULSO, VOTE NO TIBÚRCIO!!!  Nº 70.720”

Estou com você, companheiros, para o que der e vier. Muito Obrigado.
VALERIANO TIBÚRCIO
Dep. Estadual nº 70.720