sexta-feira, 30 de outubro de 2015


quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Centenas de adolescentes participam de ação evangelística em Joinville


Eles foram ler a Bíblia, de forma silenciosa, em espaços públicos como shoppings, praças e lanchonetes
Centenas de adolescentes participam de ação evangelística em JoinvilleCentenas de adolescentes participam de ação evangelística
por Leiliane Roberta Lopes
Grupos de adolescentes das mais de 170 congregações da Assembleia de Deus espalhadas pela cidade de Joinville (SC) participaram de uma atividade evangelística no dia 10 de outubro.
O encontro foi chamado de Conectados com a Palavra que incentivou os jovens a irem em locais públicos para realizar a leitura da Bíblia de forma silenciosa.
Durante 40 minutos os shoppings, praças, lanchonetes, calçadas e outros espaços foram tomados por adolescentes que realizaram a leitura bíblica sem incomodar os demais usuários.

O resultado da ação surpreendeu os líderes da União dos Adolescentes da Assembleia de Deus em Joinville, organizadores da mobilização, pois muitas pessoas ficaram emocionadas e outras resolveram se juntar aos jovens para ler trechos do Livro Sagrado.
“É raro você passar por um local público e visualizar um adolescente lendo a Bíblia, quando isso acontece, realmente chama muito atenção. Nosso objetivo foi evangelizar de uma forma diferente, e deu certo”, disse o pastor Aloísio Lucas, coordenador geral da UNIAADJO.
Por conta do sucesso desse evento, em novembro os jovens realizarão mais uma ação como essa. “Serão aproximadamente 4 mil adolescentes envolvidos”, adianta o pastor.
Fonte: Notícias Cristãs

Comissão especial aprova texto-base de proposta que revoga o Estatuto do Desarmamento

Novo estatuto reduz de 25 para 21 anos a idade mínima para a compra de armas no País; estende o porte para deputados e senadores; e autoriza a posse e o porte de armas de fogo para pessoas que respondam a inquérito policial ou a processo criminal. Destaques ao texto serão votados na semana que vem
Foi aprovado nesta terça-feira (27), por 19 votos a 8, o texto-base do substitutivo apresentado pelo deputado Laudivio Carvalho (PMDB-MG) aos projetos de lei (3722/12 e apensados) que revogam o Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826/03). Os destaques devem ser votados pelacomissão especial que analisa a proposta na próxima terça-feira (3), às 14 horas.
Renomeado de Estatuto de Controle de Armas de Fogo, o novo texto assegura a todos os cidadãos que cumprirem os requisitos mínimos exigidos em lei o direito de possuir e portar armas de fogo para legítima defesa ou proteção do próprio patrimônio. Atualmente, o Estatuto do Desarmamento prevê que o interessado declare a efetiva necessidade da arma, o que permite que a licença venha a ser negada ou recusada pelo órgão expedidor.
Entre outras mudanças, o parecer de Carvalho reduz de 25 para 21 anos a idade mínima para a compra de armas no País; estende o porte para outras autoridades, como deputados e senadores; e autoriza a posse e o porte de armas de fogo para pessoas que respondam a inquérito policial ou a processo criminal.
Maria Salim/Câmara dos Deputados
Reunião Ordinária - Dep. Laudivio Carvalho
Laudivio Carvalho retirou do relatório a previsão de isenção tributária para a compra de armas e munições pelas Forças Armadas
Segundo o relator, o texto atende à vontade da maioria dos brasileiros, que, segundo ele, teve os direitos tolhidos com a edição do Estatuto do Desarmamento, em 2003. “A proposta devolve ao cidadão de bem o direito de trabalhar pela sua própria segurança. Vamos devolver o direito à vida, que foi retirado pela atual lei”, afirmou.
Isenção tributária
Para corrigir "erros e impropriedades" e acolher sugestões de parlamentares, Carvalho fez alterações no parecer, em complementação de voto divulgada hoje. Uma dessas mudanças acabou com a isenção de tributos para aquisições e importações de armas e munições pelas Forças Armadas e pelos órgãos de segurança pública. No mesmo sentido, o relator também suprimiu a isenção do IPI e do ICMS, existente na versão anterior do substitutivo, para importações de armas e componentes por atiradores desportivos e caçadores.

Carvalho reconheceu que, da maneira como estavam previstos, os benefícios feriam a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). De acordo com a norma, é proibido conceder isenção de tributo sem a devida compensação financeira pela perda de receita.
Importação
Outra alteração no substitutivo autoriza a importação de armas, partes e munições desde que o produto fabricado no Brasil não atenda às especificações técnicas e de qualidade pretendida pelo órgão adquirente. O texto anterior permitia a compra de armas no exterior mesmo havendo similares fabricados no País.

Atualmente, uma portaria do Ministério da Defesa (620/MD) determina que a importação de armas de fogo e demais produtos controlados pode ser negada se existirem similares fabricados por indústria brasileira do setor de defesa.
Escolta parlamentar
Por sugestões de parlamentares, Carvalho ainda modificou o texto para conceder aos policiais legislativos da Câmara e do Senado o direito de portar armas em aviões quando realizarem a escolta de parlamentares. Essa situação acontece principalmente quando os congressistas visitam outros estados em missões oficiais.
Fonte: Câmara Notícias

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Esperança para os Militares do Quadro Especial do Exército (pessoal da Reserva)

Em  22/10/2015, as 11:48hs, Jair Presidente da APRAFA, Vereador Leodato do PR da Cidade de Marabá/PA, protocolaram um Projeto de Lei de nr 3390/2015, através do Deputado Federal Cabo Daciolo do RJ, com objetivo de alterar o Art. 19 da Lei nº 12.872, de 24 de outubro de 2013, que promoveu os 3º Sargento da ativa do Quadro Especial do Exército - QE a 2º Sargento, para que as promoções previstas nesta Lei contemplem também militares da reserva remunerada, reformados e pensionistas militares.




quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Motorista é condenado a pagar R$ 25 mil por atropelar mulher em faixa

Além de danos morais, o juiz decidiu pelo ressarcimento de prejuízos materiais à vitima no valor de R$ 316,99

Ronaldo de Oliveira/CB/D.A Press - 27/03/2015
O Tribunal de Justiça do Distrito Federal condenou um motorista a pagar R$ 25 mil por atropelar uma mulher, que atravessava a rua na faixa de pedestre, no Pistão Norte em Taguatinga. O valor é referente aos danos morais causados a vítima. O acidente aconteceu no dia 24 de outubro de 2014. 
O motorista estava alcoolizado e não prestou socorro à vítima. Após ser localizado e levado à delegacia, ele reconheceu a culpa pelo acidente, mas disse não ter feito “por maldade e sim por desatenção e inexperiência”. O homem ainda alegou que a mulher deveria ter buscado o seguro DPVAT. 

Além de danos morais, o juiz decidiu pelo ressarcimento de prejuízos materiais à vitima no valor de R$ 316,99, relativos à gastos com exames, medicamentos e cobertura de tratamento dentário e neurológico. A sentença foi proferida da 5ª Vara Cível de Taguatinga e ainda cabe recurso.

Com informações do TJDFT.

domingo, 18 de outubro de 2015

MILITARES das Forças Armadas poderão ter ASSOCIAÇÕES

MILITARES das Forças Armadas podem ter ASSOCIAÇÕES que os representarão em negociações salariais e outras questões. PEC 443/14 pode incluir categoria.


Três semanas atrás publicamos aqui na Revista Sociedade Militar texto que chama a atenção para a necessidade de incluir as Forças Armadas em uma PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que tramita discretamente no CONGRESSO NACIONAL. A proposta legaliza as ASSOCIAÇÕES de militares, dando-lhes o direito de legalmente representar os associados em todas as questões de interesse da TROPA. Contudo, por enquanto o projeto só beneficia militares das Forças Auxiliares.
Após a questão se tornar pública, a senhora Kelma Costa, presidente da UNIFAX, junto com outros líderes, como o Senhor Genivaldo (AMARP-FA) e Jair (APRAFA), questionou o Deputado Suboficial GONZAGA sobre a possibilidade dos militares das Forças Armadas serem incluídos no projeto, de sua autoria. O deputado se mostrou favorável à referida inclusão, desde que as associações demonstrem interesse em participar das negociações e elaboração do texto para a inclusão no corpo da PEC.
Por que Isso é MUITO IMPORTANTE?
Militares NÃO PODEM, por força de lei, se sindicalizar, deputados federais NÃO PODEM, por força do Art.61 da Constituição, propor reajustes de salários, com isso a tropa fica “nas mãos” do Executivo, que tem EXCLUSIVIDADE para estipular os índices e prazos para concessão dos reajustes de salários e eventuais atualizações nos regulamentos.
Se a PEC 443 incluir os militares federais, o governo federal, por força da LEI, será obrigado a receber as associações para a negociação de TODAS as questões de interesse dos MILITARES das Forças Armadas.
Robson A.DSIlva – Cientista Social – Revista Sociedade Militar

18 de outubro - Dia do médico.


DIA DO MÉDICO, COM ESSA IMAGEM, PARABENIZO A TODOS OS MÉDICOS DO MUNDO PELO SEU DIA, E, ESPECIAL AOS MÉDICOS SEM FRONTEIRAS E AOS MEUS AMIGOS QUE FAZEM PARTE DESSA LINDA PROFISSÃO, DRAs. ADRIANA SOUSA e ALINE, DRS MARCÍLIO, HAROLDO, MARCO MIRANDA, VILARINHO, KITT, FLÁVIO MORAIS, JEFFERSON, JOÃO TORRES E OUTROS TANTOS.

NIÓBIO(NB) BRASILEIRO NA BOLSA DE LONDRES É SUPERFATURADO PELOS BANQUEIROS ROTHSCHILD



É que o poder financeiro de Rothschild substituira o poder militar de Napoleão, e o Kahal de Londres principiava a governar o mundo, preludiando a formidável ação atual do Intelligence Service. O Brasil, que detém 98% das reservas mundiais de nióbio, sofre um rombo anual de bilhões e bilhões de dólares com a negociação do minério para o exterior. O mineral é vendido a preços subfaturados no Brasil, mas, na Bolsa de Londres, seu preço é superfaturado pelos donos do mundo, que são os banqueiros Rothschild – os famosos controladores da economia mundial, há mais de três séculos. dossiê, o "Fio da Meada" pelo advogado Antônio Ribas Paiva presidente da União Nacionalista Democrática (UND)

domingo, 11 de outubro de 2015

Confraternização dos Militares do Quadro Especial das Forças Armadas Brasileira

Confraternização de representantes de militares do Quadro Especial das Forças Armadas de todo Brasil reunidos em Brasília 

Com o apoio do Comandante do Exército, a Comitiva organizada pelo 2º Sgt Paulo Roberto, realizou uma Grande Confraternização de várias famílias militares do Quadro Especial das Forças Armadas dos estados do Rio de Janeiro, Porto Alegre, Curitiba, Santa Catarina, Bahia, Sergipe, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná e Goiás, todas centralizadas em Brasília, no Clube ASSAB – Associação de Esporte e Lazer dos Subtenentes e Sargentos do Exército em Brasília, teve a participação de vários militares das 3(três) forças e convidados, houve um grande almoço seguido de vários sorteios de brindes, rodas de conversas, piscina para as crianças, uma apresentação de vídeo onde os QEs atuam em todo o Brasil e muita música ao vivo.

Esta confraternização teve uma grande a participação de todos os QEs do Brasil fazendo depósitos risórias para apoiar, tiveram também o apoio da MONGERAL, ANCORA Corretora, POUPEX, APRAFA – Associação dos Praças das Forças Armadas como Presidente o senhor Jair de Brasília e a Advogacia Militar – JANUÁRIO.

Palavras do 2º Sgt Paulo Roberto – Quero agradecer primeiramente a Deus por ter abençoado este encontro e a minha família por estar sempre do meu lado, agradeço ao Cmt do Exército o Exmo Sr General de Exército Eduardo Dias da Costa Villas Bôas por nos apoiar, agradeço a cada membro da Comitiva de Brasília que trabalhou muito pra que tudo desse certo, agradeço a cada QE do Brasil que ajudou na contribuição mensal e que não pode estar no evento devido a distância e outros, agradeço ao Sr Jair da APRAFA por nos apoiar e a todos os patrocinadores que ajudaram em valores, agradeço ao Clube ASSAB por nos apoiar em tudo que precisamos, peço a Deus que abençoe a cada pessoa que esteve presente.



COMBATI O BOM COMBATE, ACABEI A CARREIRA E GUARDEI A FÉ.








Vídeo QEs
video
video

Fotos do Evento